O grande brasão do pequeno arcebispo Dom Rodrigo de Moura Teles

Brasão D. Rodrigo de Moura Teles

Durante as visitas guiadas proporcionadas pela Minho Free Walking Tours, temos a oportunidade de contemplar vários brasões que nobilitam diferentes tipos de construções civis ou eclesiásticas: arcos, igrejas, palácios, jardins ou fontes. Normalmente as pedras de armas, como também são reconhecidos, invocam as personalidades patrocinadoras das edificações que as ostentam.

Brasão D. Rodrigo de Moura Teles

Dentre os vários brasões que os turistas vão identificando com a ajuda dos guias, há um que se destaca não só pela frequência com que é observado, mas também pela envergadura com que é projectado. O mais monumental diz respeito ao que está esculpido na fachada principal da Sé Catedral e pertence ao arcebispo Dom Rodrigo de Moura Teles. A presença dos seus símbolos heráldicos são os aspectos mais marcantes na reforma arquitectónica da fachada da catedral bracarense levada a cabo por este arcebispo durante a sua prelazia entre 1703 e1728.

Brasão D. Rodrigo de Moura Telles

A característica mais notada dos seus símbolos heráldicos é a presença de sete castelos de portas abertas da família Moura e a esfera armilar. Domina também a existência de uma coroa que remete para a sua ascendência aristocrata já que era filho do segundo conde de Vale dos Reis.

Ao falar-se de Dom Rodrigo de Moura Teles em frente à Sé Catedral, os guias não poderão deixar de divulgar dois dos motivos de atracção patrimonial mais importantes da cidade: o Tesouro-Museu da Sé de Braga e o Santuário do Bom Jesus. No museu, para além de paramentaria e imagens pertencentes ao arcebispo, podem encontrar-se os seus pequenos sapatos litúrgicos, com altos tacões, que atestam a sua baixa estatura física que não ultrapassaria os 1,30 metros de altura… Esta particularidade anatómica é motivo de grande interesse por parte dos turistas que ficam surpreendidos e com maior vontade em conhecer o espólio museológico.

D. Rodrigo de Moura Teles D. Rodrigo de Moura Teles

A grandeza do Santuário do Bom Jesus contrasta com a baixa estatura física do arcebispo. De uma forma resumida, os guias descrevem, àqueles que desconhecem o monumento, aquilo que poderão encontrar se aceitarem a sugestão de subir os escadórios mandados construir por Dom Rodrigo de Moura Teles. Os guias alertam para a necessidade de se prestar especial atenção para os brasões que encimam as várias capelas representativas das estações da via-sacra. Para além das capelas, pode-se encontrar nas várias fontes os sete castelos ou a esfera armilar que fazem parte da simbologia heráldica do pequeno arcebispo fisicamente falando, mas grande em intelectualidade e engenho.

D. Rodrigo de Moura Teles D. Rodrigo de Moura Teles D. Rodrigo de Moura Teles D. Rodrigo de Moura Teles D. Rodrigo de Moura Teles

No Paço Episcopal, os turistas podem comprovar novamente a singularidade deste homem. A reforma levada a cabo por Dom Rodrigo de Moura Teles conferiu unidade arquitectónica ao Largo do Paço. Naturalmente, o seu brasão destaca-se no centro da Praça. Mas agora, de uma forma sublime, os seus sete castelos são representados de forma alegórica no belíssimo chafariz colocado estrategicamente no centro.

D. Rodrigo de Moura Teles

Há dois sítios, em que os turistas participantes nas Minho Free Walking Tours, podem contemplar gravuras do referido arcebispo. Pode-se apreciar a pintura do seu busto numa parede do Salão Nobre de Sessões da Câmara Municipal defronte de outro grande vulto da Igreja de Braga, Dom Diogo de Sousa e no Centro Interpretativo das Memórias da Misericórdia (Palácio do Raio). Neste último, o arcebispo é retratado de forma bastante interessante. É exibido sentado numa cadeira rodeado de indigentes ajoelhados a quem dá uma moeda em sinal de caridade e misericórdia.

D. Rodrigo de Moura TelesD. Rodrigo de Moura Teles

Há, de facto, nestes pormenores, um culto da personalidade que não passa despercebido aos turistas que, no final de uma visita guiada, se recordarão com naturalidade do nome deste prelado. Talvez um dos seus maiores desejos…


Este artigo foi escrito pela Minho Free Walking Tours

 

Comentários

Outras publicações de Minho Free Walking Tours

Caminho de Santiago: De Braga para o Mundo!

Uma percentagem considerável dos participantes nas Minho Free Walking Tours são peregrinos...
Ler mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.