O que fazer no Dia da Mãe?

A cidade de Braga, com os seus 2000 anos de história, está repleta de pequenos recantos e pérolas por descobrir. Neste artigo, tentamos reunir algumas sugestões de atividades para celebrar o Dia da Mãe.

Já agora, se optar por alguma destas atividades, pode deixar a carteira em casa. A única coisa de que vai precisar é de viver o momento.

Subir o Escadório do Bom Jesus

O funicular em funcionamento mais antigo do mundo, escadórios intermináveis, fontes e estátuas barrocas, envolvidos por um manto de vegetação centenário, onde se acrescenta uma história com génese no séc. XIV; fazem do Bom Jesus do Monte (ou Bom Jesus de Braga) um spot obrigatório a visitar na cidade de Braga.

Subir o escadório até ao santuário não se paga e faz bem à saúde! Este escadório reveste-se de pontos de interesse e de pequenos miradouros sobre a cidade que merecem ser apreciados. Desde logo as pequenas capelas que ilustram a Via-Sacra, fontes de água cristalina que nos vão acompanhando durante a subida, estátuas barrocas e um jardim barroco, no topo do escadório ou Largo do Pelicano, que por si só vale a visita ao santuário.

Chegados ao topo, somos recompensados com uma vista magnífica sobre Braga, que em dias de céu limpo se estende a perder de vista. Aconselhamos que se faça acompanhar da câmara fotográfica, pois não vai querer perder a oportunidade de captar esta perspetiva única da cidade.

Escadório do Bom Jesus de Braga

Fazer um piquenique nos Biscainhos

Sabia que o Museu dos Biscainhos tem um jardim com cerca de um hectare? Que esse jardim data do séc. XVIII e tem uma tulipeira com mais de 250 anos?

Pois é, em pleno centro histórico da cidade de Braga, este elegante jardim deixará qualquer visitante a coçar a cabeça e a perguntar-se “como é que não vim aqui antes?”. Repleto de esculturas e fontes do período Barroco, este oásis bracarense está dividido em três áreas: o Jardim Formal, o Pomar e a Horta. Sendo também composto por labirínticos canteiros de buxo, exemplarmente bem arranjados, que nos fazem lembrar os jardins daqueles filmes de época em que havia mosqueteiros e reis de peruca.

A nossa dica é que leve um bom piquenique, e se deleite com a beleza e serenidade deste espaço neste dia tão especial.

Mais uma coisa, a entrada para o jardim dos Biscainhos é gratuita, sim de borla. Portanto visite, respire, fotografe, explore e deixe-se levar por este lugar encantador sem que o tempo o incomode.

Visitar o Jardim de Santa Bárbara

Localizado no centro da cidade, junto ao Paço Episcopal de Braga, este jardim eleva-se como um dos principais pontos de interesse em Braga, visitá-lo é gratuito e recomenda-se.

Com uma organização geométrica, que se diz inspirada nos tapetes persas, o Jardim de Santa Bárbara é rico e belo. Canteiros de flores coloridas, bancos em granito que se fundem com o jardim, uma fonte do séc. XVII proveniente do antigo Convento dos Remédios (que ostenta Santa Bárbara no topo), candeeiros de Arte Nova bem conservados e uma arcada ogival reminiscente da Idade Média, são alguns dos elementos que tornam este jardim único.

Para visitar, sentar a ler um livro, almoçar com os seus familiares, consideramos que o Jardim de Santa Bárbara é paragem obrigatória em Braga e torna qualquer passagem pela nossa cidade mais romântica e colorida.

Jardim de Sta Bárbara em Braga

Desejamos um Feliz Dia da Mãe a todos os Bracarenses!

Comentários

More from We Braga
São João de Braga 2024 – Programação
Está de volta a maior romaria do país! De 14 a 24...
Read More
Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.