Os Melhores Tascos em Braga – Roteiro Gastronómico

Tascos em Braga

Toda a gente gosta de comer. Seja pelo conforto que um bom prato de comida nos traz, seja pelo convívio associado a uma mesa farta com família e amigos à nossa volta. Ora, toda a gente concorda que a comida da casa da avó é a melhor. Nestes Tascos em Braga, procura-se emular precisamente toda essa experiência. Comidinha caseira e honesta, com sabores da região, mesas fartas rodeadas de família e amigos, que proporcionam um convívio saudável e descontraído. E por Tascos, queremos apenas dizer espaços que tenham uma oferta de comida tradicional e regional, que, em suma, representem aquilo que é o Minho à volta da mesa.

Para além da comida, todo o ambiente, decoração e serviço são característicos. Espaços de paredes em pedra, mesas e bancos corridos, decoração com elementos regionais, travessas de barro e panelas na mesa, dão a estes tascos um certo charme do antigamente. Fomos à descoberta dos melhores tascos em Braga e estes são os que mais gostamos.

Tascos em Braga


Foto retirada da página de Facebook da Taberna do Lebre

Tasca do Paiol

Nascendo, há cerca de 6 anos, como uma tasca que apenas servia à hora do lanche, a Tasca do Paiol estabeleceu-se em Braga como uma tasca de petiscos regionais minhotos. Enchidos, carnes grelhadas, queijos, pratinhos de bacalhau, chispe cozido, arroz de romaria, cebola amaciada, orelha de porco, asinhas de frango ou saladinha de polvo, eram algumas das sugestões do chefe. Tudo sempre bem regado com o vinho verde tinto tão tradicional da região. Rapidamente, criou-se uma espécie de grupo de fãs da Tasca do Paiol. Clientes assíduos e que, quando questionados, falam maravilhas de um dos tascos mais divertidos da restauração bracarense.

A ementa, que não existe em suporte físico mas nos é “cantada” quando nos sentamos à mesa, é sazonal e bastante variada. Só são usados ingredientes de origem local e de elevada qualidade, resultando em inúmeros petiscos de lamber os dedos. Todos os dias há coisas diferentes para provar, conhecer ou até dizer que não gosta. Todo o ambiente é quase que kitsch, com reminiscências do passado que já lá foi, seja pela decoração ou pelo recuperar de sabores mais antigos da gastronomia regional minhota. A atitude descontraída e familiar que se sente ao entrar na Tasca do Paiol, faz-nos sentir confortáveis e confiantes de que ali vamos ser felizes. Um pormenor, o café é servido numa cafeteira daquelas antigas como as avós tinham lá na casa da aldeia.

Tasca do Paiol Tascos em Braga

Informações

Rua Sra. da Boavista, 20
4705-060 | Braga
927 659 903 | geral@tascadopaiol.pt
https://tascadopaiol.pt/
https://www.facebook.com/tascadopaiol/
https://www.instagram.com/tascadopaiol/

A Cabana do Leão

Este é daqueles que não engana! Ao passar-se a porta somos automaticamente esbofeteados pelo melhor aroma, carnes a grelhar na brasa! Honesto, simples, mas pleno de qualidade e de saberes antigos, que fazem do frango de churrasco desta Cabana um dos melhores de Braga. No entanto, o frango não é a única coisa no cardápio por estes lados, costelinha de porco, costeletas de novilho, posta de vitela ou bacalhau; completam a ementa e, claro está, é tudo feito na brasa.

Há molho da casa, picante ou sem ser picante, presuntinho delicioso e as melhores batatas fritas da cidade. Fritas na hora e cortadas diariamente e à mão, tal como as nossas mães e avós faziam lá por casa. Um cantinho bem português que não engana nem desilude.

A Cabana do Leão Tascos em Braga

Informações

Travessa do Carmo, 24
4700-370 | Braga
253 271 913

Casa Estarolas

Estabelecido em meados do século passado, este restaurante oferece a quem por lá passa a possibilidade de revisitar o receituário das nossas infâncias. Arroz de pato no forno, bacalhau à Braga, vitela assada, panados com arroz de feijão, bola e pataniscas caseiras, papas de sarrabulho, vinho verde, leite creme queimado, enfim não há muito a dizer, pois não?

A meia dúzia de passos da Igreja de São Victor, a Casa Estarolas é o típico tasco de bairro. Servir a comunidade faz parte da filosofia da casa, providenciando convívio entre as gentes do bairro à volta da mesa, com música, petiscos e boas histórias do antigamente. Assim é o Estarolas, tradicional, honesto e caseiro.

Estarolas Tascos em Braga

Informações

Rua de São Victor, 93
4710-439 | Braga
253 263 078

Taberna do Lebre

Com pouco mais de três anos de existência, a Taberna do Lebre rapidamente se deu a conhecer aos bracarenses que procuram petiscos regionais para a hora do lanche ou jantar. A saber, pataniscas, moelinhas, enchidos fumados das redondezas, presunto minhoto, arroz soltinho de feijão e hortaliça, broinha de trigo, bife da vazia na brasa com batatinhas a murro, espetadas de barriga de porco fumada, rabanadas caseiras e poderíamos ficar aqui o dia todo.

A pessoa responsável por isto tudo é a Dona Eugénia, que decidiu revitalizar um antigo negócio de família. Transformou-o num tasquinho de cariz familiar, em que os comensais são acarinhados e tratados pelo nome, a comida é feita na hora, tal como se fosse em casa e tem uma esplanada virada para o campo. Querem melhor?

Taberna do Lebre Tascos em Braga

Informações                     

Rua de Covas, 61
4705-397 | Braga
253 188 927 | tabernadolebre@gmail.com
https://www.facebook.com/TabernaDoLebre/

Adega do Crasto

Pica no chão, arroz de feijão com pataniscas, massa à lavrador, moelinhas, presunto, chouriça, codornizes, enfim é um sem fim daquilo que de melhor existe na cozinha regional minhota. Tudo fresquinho e feito na hora. O espaço é humilde, mas cheio de alma e histórias para contar. Na parte exterior da Adega existe, à boa maneira antiga, um campo para se jogar à malha e queimar umas horas de ócio ao domingo à tarde.

A Adega do Crasto funciona como que uma casa de bairro. O convívio entre as gentes do bairro é tão importante como o bem cozinhar e servir. Não se admire se ao visitar esta Adega, se depare com meia dúzia de homens a cantar uns viras ou, simplesmente, a baterem umas cartas entre discussões acesas sobre futebol. É o Minho.

Adego do Crasto Tascos em Braga

Informações

Rua do Crasto, 10
4715-387 | Braga
917 511 379

Arafate

Toda a gente, em Braga, conhece o Arafate, seja pelo bacalhau à Braga, pela ramada que cobre a sua esplanada ou pelo vinho verde tinto que escorre da caneca para a malga tão depressa como o Ronaldo chega à baliza adversária. O Arafate fica no campo, não tem toalha de pano na mesa nem oferece uma experiência gourmet. Aquilo que oferece é qualidade, autenticidade e carinho, muito carinho, seja na forma de uma bela posta de bacalhau ou de um arroz de cabidela.

A afluência é tal a este restaurante, que reservar mesa é como que obrigatório, imitando aqueles restaurantes da moda em que demoramos umas 2 ou 3 semanas a arranjar mesa. Tudo no Arafate é como uma fumegante sopa à lavrador num dia de Inverno, aconchega-nos o corpo e a alma de uma forma natural e duradoura.

Restaurante Arafate Tascos em Braga


Foto retirada da página de Facebook do Hélder Teixeira

Informações

Rua do Telhado, 27
4715-453 | Braga
253 675 418

Miranda Sabores do Barroso

O Sr. Miranda é um faz tudo. Cria as vacas, cria os porcos, faz a matança do porco, grelha a carne e ainda se senta à mesa com os comensais para dar dois dedos de conversa. É um homem ocupado, que corre, que não para quieto, mas que fez sua missão trazer até Braga os sabores genuínos das Terras do Barroso.

Ninguém vem ao Miranda para comer bacalhau, robalo ou polvo. Aqui come-se carne, na brasa e mal passada de preferência. Costeletão, posta ou bife do lombo, é à escolha do freguês, com a garantia de que não vai ficar desiludido. Carne tenra e de sabor genuíno, sempre bem acompanhada com batata lá de cima, criada pelo frio nos meses de Inverno e aquele Vinho da Casa que tão depressa escorrega da caneca para copo.

Miranda Sabores do Barroso Tascos em Braga

Informações

Rua 13 de Maio, 30
4704-748 | Braga
253 672 293
https://www.facebook.com/mirandasaboresdobarroso

City Rio               

Com mais de 40 anos de existência, o City Rio é já um restaurante de referência na cidade de Braga. Primando pela cozinha tradicional e de sabores regionais, aqui o bacalhau é rei. O prato da casa é o Bacalhau à Cty Rio, uma bela posta de bacalhau frito com cebolada, batata frita às rodelas e azeitinho bom a regar tudo.

O Pernil à City ou o Churrasco à Brasileira, são iguarias que deixam água na boca, para quem não é apreciador do nosso amigo do norte da Europa. Grelhados na brasa e servidos com um chimichurri à portuguesa, vão deixar qualquer amante de boa carne a salivar.

City Rio Tascos em Braga

Informações

Rua Maria Amélia Bastos Leite, 97
4705-120 | Braga
253 691 131
https://www.facebook.com/CityRio

Tasca São Tomé

Escondida da cidade, esta tasca faz jus àquilo que se espera de uma tasca em terras minhotas. Os anfitriões tratam do freguês como se da família se tratasse, as salas têm mesas corridas onde cabe toda a gente e os petiscos esses são de comer até não poder mais.

Moelinhas, costela mendinha, presunto, pão e broa caseiros, picadinho de carne, asinhas de frango, queijo, rojões, chouriça de carne e de sangue, iscas de bacalhau e, claro está, vinho verde da região servido em malguinhas de loiça. Nesta tasca não se janta, não se almoça, lancha-se e convive-se como se estivéssemos na casa da sogra ou da avó. No fim do repasto, são servidas cavacas fresquinhas para adoçar a alma.

Tasca São Tomé Tascos em Braga

Informações

Lugar de São Tomé
4705-578 | Priscos – Braga
253 286 376

Tasca do Brito                  

Aqui celebra-se o Minho! Começando pela decoração, passando pela seleção de petiscos e acabando na hospitalidade com que somos recebidos. Pica no chão, cabritinho assado no forno (a lenha), taquinhos de bacalhau fritos, arroz a fugir do prato com grelos, feijão ou tomate e sempre bem acompanhado ora de pataniscas, filetes de polvo ou petinga frita; são alguns dos petiscos que poderá provar nesta tasca.

A tasca abre ao meio-dia e apenas fecha às onze da noite, servindo sem parar aquela “comidinha da avó”. Para almoçar, lanchar ou jantar, não vão faltar opções de escolha nesta que é uma verdadeira Tasca Portuguesa.

Tasca do Brito Tascos em Braga


Foto retirada da página de Facebook da Tasca do Brito

Informações

Rua das Oliveiras, 4
4700-073 | Dume – Braga
253 693 670 | tascadobrito@outlook.pt
https://www.facebook.com/tascadobrito/

Tasquinha Dom Ferreira

Com praticamente 70 anos de existência, a Tasquinha Dom Ferreira mantém-se fiel a si mesma. Mal passamos a porta de entrada, somos transportados no tempo, para um passado lá atrás em que as casas eram de pedra, a comida era servida em travessas de barro e se comia bem, muito bem.

Nesta tasquinha a comida é confecionada de forma honesta, com ingredientes locais e sazonais, sem deixar de manter um nível de qualidade bastante elevado. Aqui é para vir com fome! As iguarias são mais que muitas e a quantidade faz jus um apetite mais exigente. Como especialidades vão encontrar, arroz de pato, bacalhau à Braga, costelinhas de leitão assadas no forno, pica no chão, cozido à portuguesa, entre muitas mais. Para a sobremesa, peça as rabanadas com canela e pinhões, o leite creme queimado ou a pera bêbeda.

Tasquinha Dom Ferreira

Informações

Rua de São Vicente, 35
4710-312 | Braga
253 262 870
https://www.facebook.com/tasquinha.domferreira

Restaurante Avenida

Este é daqueles tascos que não se encontra no Instagram ou no Tripadvisor. Para se chegar ao Avenida, do Sr. Manuel, é preciso conhecer alguém que nos tenha falado ou ouvir uma daquelas histórias de algum amigo que foi a Vila Verde e comeu o melhor arroz de grelos da sua vida. Pois, neste restaurante a especialidade é o arroz. Leu bem, o arroz.

Primeiro escolha o arroz que mais lhe agrada, seja de tomate, grelos ou feijão, a seguir é só mandar vir o acompanhamento. Pataniscas, panados, croquetes, bolinhos de bacalhau, filetes de peixe, jaquinzinhos, marmotinhas fritas ou filetes de polvo são algumas das opções. O arroz é, de facto, a estrela da companhia. Solto, cozido no ponto, cheio de sabor e com uma alma verdadeiramente minhota. Agora vá lá contar aos seus amigos que comeu o melhor arroz de feijão da sua vida no Avenida, em Vila Verde.

Restaurante Avenida


Foto retirada da página de Facebook do Restaurante Avenida

Informações

Av. Dr. Francisco de Sá Carneiro, 594
4730-757 | Vila Verde
253 323 753
https://www.facebook.com/restauranteavenidavilaverde/

Tasca do Carregal

Se entrarmos na Tasca do Carregal, sem nos terem dito que vamos petiscar, poderemos facilmente pensar que estamos a entrar numa loja de antiguidades. Rádios antigos, candeeiros daquele tempo em que nem havia eletricidade, balanças, cafeteiras de café, garrafões de vidro, leiteiras em ferro, louças antigas minhotas penduradas nas paredes e toda uma parafernália de ferramentas do campo. Enfim, a decoração faz-nos automaticamente olhar para trás no tempo. A comida, essa transporta-nos para aquelas memórias de infância da comidinha das nossas mamãs ou avós.

O empadão de alheira é uma especialidade, lembrando-nos daqueles tempos em que tudo se aproveitava e nada se deitava fora. Bolinhos de bacalhau à séria, broa caseira acabada de fazer, moelinhas que se desfazem na boca, cachaço de porco assado super tenro e o ex-libris da tasca, gelado artesanal feito na tasca. Todos estes petiscos são servidos em pratinhos de barro, em doses simpáticas e que convidam à partilha entre amigos e família.

Tasca do Carregal


Foto retirada da página de Facebook da Tasca do Carregal

Informações

Av. do Carregal, 162
4705-513 | Morreira – Braga
933 519 915 | tascadocarregal@gmail.com
https://www.facebook.com/tascadocarregal/

Casa Garrafinha (Jeremias)

Se vier almoçar ao Casa Garrafinha, não tome o pequeno almoço. Se for ao jantar, não lanche. Aqui a comida é farta e os petiscos são mais que muitos, com uma ementa regional minhota plena de sabores nortenhos. Quem manda nisto tudo e toma conta de si com todo o carinho e atenção, é o Sr. Jeremias. De sorriso aberto e um olho de lince, o Sr. Jeremias garante que não lhe vai faltar nada, mesmo aquilo em que ainda não pensou.

Ora, falemos então do que interessa. À quarta-feira, é dia de Pica no Chão, à quinta-feira Cozido à Portuguesa, Feijoada à Transmontana às sextas e aos sábados e feriados há Papas de Sarrabulho. Tudo feito fresquinho e com os melhores ingredientes da região. Mas há mais! Arroz de pato com miúdos do mesmo, codornizes estaladiças, fígado de cebolada, bacalhau à Braga, rancho minhoto, massa à lavrador, pataniscas de bacalhau. Enfim, já deu para perceber. Para sobremesa o pudim de ovos caseiro ou as rabanadas com vinho do Porto e mel, são o final perfeito para este repasto. Sempre regado com vinhos verdes exclusivos, trazidos para a mesa diretamente dos barris de madeira, “estacionados” na sala de jantar.         

Casa Garrafinha Jeremias

Informações

Travessa do Quinteiro, 1A                          
4705-274 | Gondizalves – Braga
253 673 051
https://www.facebook.com/CasaGarrafinhadeJeremias

A Minha Taberna “Jorge”

Para chegar à Taberna do Jorge terá que se deslocar um pouco para fora de Braga. No entanto, qualquer metro percorrido em direção a esta taberna, vale bem a pena. Não irá encontrar um espaço requintado nem um serviço 5 estrelas, porém de uma forma natural vai com certeza reconfortar o estômago e o espírito com a comida aqui servida.

Sendo um tasco de petiscos e não propriamente para almoços ou jantares, A Minha Taberna “Jorge” serve pratinhos e mais pratinhos das melhores iguarias do receituário da gastronomia minhota. Presunto super saboroso e suave, salpicão, chouriça, farinheira, tripinha e rojões, orelheira de porco de cebolada, fígado de cebolada, moelinhas, punheta de bacalhau regada com um azeite divinal, picadinho de carne da nossa região, malguinhas de papas de sarrabulho e um vinho da casa que escorrega da malga depressa demais. Garantimos-lhe que se vier lanchar à Minha Taberna “Jorge”, vai ser muito difícil jantar nesse dia.

A Minha Taberna "Jorge"

Informações

Rua Fonte de Quintela, 560
4760-201 | Arnoso – Vila Nova de Famalicão
919 630 640

Taberna do Amaro

Situado em Prozelo, Amares, este tasco guarda o Minho todo dentro das suas 4 paredes. À primeira vista é mais uma casa de pedra junto à estrada entre Braga e Amares, no entanto ao atravessarmos a entrada, rapidamente nos apercebemos que entramos num sítio especial. Aqui o peixe tem tanto ou mais protagonismo que a carne na ementa, algo raro nestes tascos minhotos.

O peixe, que é apanhado nos rios vizinhos e trazido fresco diariamente para a Taberna do Amaro, varia consoante a época do ano. Trutas selvagens, salmão do rio Lima, sardinhas da nossa costa e, claro está, a especial Lampreia do Alto-Minho. À bordalesa ou em arroz, esta iguaria do vale do Minho, tem a sua época de fevereiro a abril. Para os amantes da carne, não falta escolha também. Pernil de porco no forno (com a carne a desfazer-se do osso como manteiga), costeletão na brasa, rojões à minhota com tudo a que tem direito, garnisés de criação assados no forno e servidos com castanhas e batata palha, de deixar água na boca. Quando chegar a hora de encomendar sobremesa vai ser difícil optar entre o crumble de maçã caseiro e o pudim, também ele caseiro, da Avó Luísa (tipo Abade de Priscos). Que barrigada…

Taberna do Amaro Tascos em Braga


Foto retirada da página de Facebook da Taberna do Amaro

Informações

Rua anjo da guarda, 692
4720-059 | Amares – Braga
253 994 165 | tabernadoamaro@hotmail.com
https://www.facebook.com/Taberna-do-Amaro

Restaurante O Victor

Aberto há quase 50 anos, esta casa tem pouco ou quase nada de tasco. Com um ambiente regional, mas requintado, ostentando uma garrafeira que envergonha qualquer restaurante da cidade, O Victor é a meca do Bacalhau na Brasa no que ao Minho diz respeito. Quem aqui vem, só pensa numa coisa quando se faz à estrada em direção a São João de Rei, Bacalhau na Brasa.

Situado numa moradia em pedra, típica da região do Minho, O Victor tem vista para o Cávado e um pátio exterior com ramada cheio de uma rusticidade romântica, que nos transporta para outros tempos. Claro que existem outras iguarias na ementa, no entanto ninguém quer saber. Recomendam-se o leite creme queimado, o pudim de pão ou a doçaria tradicional minhota, para finalizar o repasto. Antes de ir embora, não deixe de cumprimentar o Sr. Victor que, mesmo em idade de reforma, ainda serve e acarinha os seus clientes diariamente.

Restaurante O Victor


Foto retirada da página do Tripadvisor do Restaurante O Victor

Informações

Largo das Antas, 1
4830-671 | São João de Rei – Póvoa de Lanhoso
253 909 100 | restaurantevictor@net.sapo.pt

Cruzeiro

Quem chega a Santa Maria de Bouro depara-se imediatamente com um cruzeiro, em pedra, bem no centro da vila. Exatamente em frente a este cruzeiro, está localizado o restaurante de que lhe falamos agora. O Cruzeiro que, há mais de 40 anos, faz as delícias de comensais que por ali passam para provar as mais que muitas iguarias minhotas. Confecionadas como manda a lei, com ingredientes de primeira e muita experiência.

Ora, cabritinho à minhota assado no forno a lenha, check!, bacalhau à cruzeiro (tipo bacalhau à Braga), check!, rojões à minhota com papas de sarrabulho à moda de Braga, check! Papas estas que serão, quiçá, a principal atração deste restaurante. Há pessoas a viajarem dezenas de quilómetros ao fim de semana para virem provar estas papas de sarrabulho. A completar isto tudo, vinho verde da casa a brotar da pipa e uma mesa de sobremesas digna de um rei! Leite creme queimado, tarte de noz, pudim de ovos, rabanadas e, preparem-se, o clássico dos clássicos, molotof com caramelo. Não haverá imaginário de nenhuma infância que não contenha uma bela fatia de molotof a pingar caramelo!

Restaurante Cruzeiro


Foto retirada da página do Tripadvisor do Restaurante Cruzeiro

Informações

Largo do Terreiro, 316
4720-633 | Santa Maria de Bouro – Amares
253 371 115

Taberna Dazeiras

Mais uma pérola no universo dos tascos minhotos! Escondido ali para os lados de Tadim, este tasco abriu portas recentemente e de imediato criou um culto à sua volta. O espaço é rústico mas muito confortável, a decoração como manda a bitola e os anfitriões com aquela hospitalidade minhota, sempre de braços abertos para nos receberem e servirem. Nesta tasca lancha-se, não se almoça, não se janta, lancha-se. A ideia é conviver com amigos e família, à volta de uma mesa pela tarde dentro.

Para confortar o estômago e a alma, há uma seleção de petiscos bem cá dos nossos de comer e lamber os dedos. A saber, taquinhos de bacalhau frito, tripinha frita, bola de sardinha e de carne feitas fresquinhas às terças e sextas, pataniscas, moelas, rojõezinhos, bacalhau de cebolada e umas asinhas de frango estaladiças servidas com um molho picantinho. No entanto, a estrela da Taberna Dazeiras é a broa. Feita na hora e em forno de lenha, esta é uma broa caseirinha daquelas que ao fim da primeira dentada não nos deixa nunca mais.

Taberna Dazeiras


Foto retirada da página do Tripadvisor da Taberna Dazeiras

Informações

Travessa das Eiras, 10
4705-472 | Cunha – Braga
914 152 199

 

Comentários

Escrito por
Outras publicações de Henrique Almeida

Noite Branca de Braga 2018 | MUSEUS

Na Noite Branca de Braga 2018 os Museus também se juntam à...
Ler mais

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.