São Geraldo e São Nicolau – Intercâmbio de Tradições

São Geraldo Sé de Braga

As visitas guiadas da Minho Free Walking Tours, abordam as mais importantes tradições culturais e religiosas que preenchem o imaginário popular e religioso bracarense. Neste âmbito, a referência ao Arcebispo São Geraldo e ao “Milagre da Fruta” é um tema incontornável no momento em que os guias descrevem a fachada da Sé Catedral (onde se encontra representado São Geraldo) e conduzem os turistas pelo Claustro de Santo Amaro.

São Geraldo Sé de Braga

Resumidamente, os guias descrevem a história de vida do Bispo que é o santo padroeiro da cidade de Braga. Fazem questão de salientar que, embora as maiores festividades e tradições populares, em Braga, estejam associadas ao São João, a verdade é que São Geraldo é que é o seu padroeiro. Este Bispo de origem francesa é comemorado no dia 5 de Dezembro, dia em que terá falecido no ano de 1108.

São Geraldo Sé de Braga

Geraldo nasceu em França, na cidade de Cahors. Foi monge beneditino no Mosteiro de Moissac e chantre da Catedral de Toledo. Em 1099 foi eleito Bispo de Braga. Executou, nesta diocese, um conjunto de reformas a nível moral, eclesiástico e administrativo. São atribuídos a São Geraldo vários milagres ocorridos na região de Braga e que são citados numa biografia escrita poucos anos após a sua morte.

São Geraldo Sé de Braga

Entre os vários milagres, os guias narram o mais popular: o denominado “Milagre da Fruta”. De acordo com a lenda, Dom Geraldo terá adoecido gravemente durante uma visita que estava a realizar, durante o Inverno, ao território diocesano nas terras do Barroso. Os seus acompanhantes ficaram preocupados com a sua febre alta e não sabiam o que fazer. No seu leito de agonia, Dom Geraldo pediu com insistência que lhe trouxessem sumo de frutos das árvores do quintal que lhe matassem a sede. Incrédulos com tal pedido, os seus servos foram ao quintal procurar nas árvores os desejados frutos e nada encontraram. Descrentes voltaram para junto do Bispo. Dom Geraldo persistia voltando a renovar o seu pedido. Mas na paisagem gélida nada existia para além do manto de neve que cobria o chão e isso provocou o desânimo dos seus servos.

Pela terceira vez, o Bispo pede aos criados que voltem de novo ao quintal e lhe tragam os frutos desejados. Estes, já sem esperança, regressam ao quintal e, para seu espanto, vêem que as árvores estão carregadas de frutos. O milagre tinha acontecido! Plenos de felicidade, levam a fruta à presença do seu Senhor. Este, erguendo os olhos ao céu, agradece a Deus tamanho milagre.

Capela de São Geraldo Sé de Braga

Esta lenda é anualmente recriada por crianças na Sé de Braga no dia em que é assinalada a sua morte. E a capela, onde está colocado o túmulo de São Geraldo, é pomposamente ornamentada com fruta fresca. Esta é uma das tradições mais originais da cidade de Braga.

Capela de São Geraldo Sé de Braga

A primitiva capela, da qual apenas resta a estrutura das paredes, foi mandada erguer por este Arcebispo com invocação a São Nicolau de Mira por quem Dom Geraldo tinha especial devoção. No século XV, o Arcebispo Dom Fernando da Guerra, após Dom Geraldo ter sido canonizado, dedicou -lhe a Capela e os seus restos mortais foram sepultados no retábulo principal. A capela foi alvo, ao longo dos séculos, de diversos restauros. É decorada em talha barroca e os azulejos das paredes laterais narram cenas de vida do santo padroeiro.

Capela de São Geraldo

Quando os guias narram estas lendas e tradições bracarenses associadas a São Geraldo, há turistas que encontram paralelismos com costumes dos seus países de origem. Os mais curiosos são referidos pelos holandeses. A veneração do Arcebispo padroeiro de Braga a São Nicolau, a data da morte e celebração de São Geraldo no dia 5 de Dezembro, e a encenação do milagre da fruta por crianças, são elementos suficientes para que os turistas holandeses partilhem um pouco de uma festa com fortes tradições no seu pais, o chamado Sinterklaas ou São Nicolau.

De acordo com os turistas, na Holanda, ao contrário de outros países nórdicos, também o São Nicolau de Mira é comemorado no dia 5 de Dezembro. Nos Países Baixos é o favorito das crianças porque lhes oferece presentes como recompensa do seu bom comportamento. Na tradição holandesa, ele e seu ajudante, o mouro Zwarte Piet, habitam na Espanha, de onde avaliam o que as crianças holandesas fazem durante o ano. Em meados de Novembro, a chegada deles de navio à Holanda com laranjas, é transmitida ao vivo pela televisão. Depois, eles prosseguem viagem por todo o país distribuindo presentes pelas crianças em diversas cidades.

Capela de São Geraldo Sé de Braga

Esta partilha de tradições e intercâmbio cultural são momentos de grande interesse para todo o grupo, principalmente quando ele é heterogéneo e composto por pessoas de culturas diferentes. O guia deixa de ser o emissor principal e torna-se mero participante na partilha de conhecimentos. Quando as visitas ganham este teor de reciprocidade, transformam-se em momentos gratificantes de mútuo enriquecimento cultural!


Este artigo foi escrito pela Minho Free Walking Tours

 

Comentários

Outras publicações de Minho Free Walking Tours

Turistas no encalce da Minerva bracarense!

Cinco séculos de presença romana valem a Braga o epíteto de “Roma...
Ler mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.