Loading Events

« All Events

  • This event has passed.

EXPOSIÇÃO: “Abstração e sobrevivência”, por Alexandra Pastor, Matilde Ferreira, Paulo Capela e Scarlet

11 March, 2023 - 17:00 / 15 April, 2023 - 17:00

Abstração e Sobrevivência
Alexandra Pastor
Matilde Ferreira
Paulo Capela
Scarlet

Curadoria de João do Vale

De 11 de março a 15 de abril de 2023

Museu Nogueira da Silva (Av. Central 61, Braga)

Entrada gratuita



Mostra dos Alunos do Curso Breve em Pintura Abstrata da UMinho

Esta é uma exposição de pintura abstrata que mostra alguma da produção dos quatro alunos do Curso Breve em Pintura Abstrata que ocorreu durante o 1º Semestre Escolar na Escola de Arquitetura, Arte e Design da Universidade do Minho. Durante este semestre, estes alunos e artistas (Paulo Capela, Scarlet, Matilde Ferreira e Alexandra Pastor), sob a orientação do Pintor/Professor João do Vale, tomaram conhecimento com técnicas e conceitos da pintura abstrata atual. Neste sentido desenvolveram, durante este período, o seu projeto pessoal com base no seu próprio entendimento do que é ou deve ser a pintura abstrata. Para mais este entendimento conjuga-se com uma vontade pessoal de resistência da expressão abstrata através da pintura. Os resultados apresentam-se tão variados e originais quanto as personalidades dos artistas que aqui se apresentam. Estes artistas identificam-se com a arte abstrata, ou o que sobrevive dela: nova sobrevivência de um mundo demasiado formatado que os condena ou subjuga, mostra agora novas facetas de uma nova liberdade abstratamente expressa.

Biografia (resumida)

Alexandra Pastor (Guimarães 1967), concluiu o Bacharelato em Pintura na Escola Superior Artística do Porto-extensão de Guimarães em 1999, tendo feito várias exposições coletivas desde então.
Em 2003, concluiu a Licenciatura em Ensino, lecionando no 1º e 2º ciclos.
Em 2012, sob a Coordenação de Magda Henriques, participa no programa Caminhos do Olhar, com sessões de formação/debate em História da Arte Contemporânea, integrada no projeto Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura, no CCVF,(Centro Cultural Vila Flor).
Participou na Oficina de Serigrafia do Artista Max Fernandes, que se realizou em 2021, no CAAA, (Centro para os Assuntos da Arte e Arquitetura).
Em 2022, integra o Curso Breve de Pintura Abstrata da Universidade do Minho, sob orientação do Artista Visual João do Vale.
O seu trabalho recente centra-se na pintura abstrata como “acaso para a descoberta”, no sentido da procura de novas formas para a existência humana.
Assim sendo os seus trabalhos apresentam técnicas mistas como: tecidos, colas, pastel seco, pastel de óleo, carvão e acrílico.
A paleta de cores é forte e o resultado é obtido pela espontaneidade do gesto, forte e marcante.

Matilde Ferreira (Guimarães, 2001) é licenciada em Arquitetura pelo Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa. Em 2020, realiza uma formação no âmbito do tema ‘História de Arte – do Renascimento ao Modernismo’ na Nextart Lisboa. Em 2022, interrompe o seu percurso académico, de forma a ingressar num estágio profissional em Arquitetura. Em paralelo, integra o curso de Pintura Abstrata da Universidade do Minho, que assinala o começo da sua produção artística nessa área.
Os trabalhos selecionados revelam um primeiro contacto com as propriedades dos materiais, caracterizando-se por intervenções imediatas e sintéticas, tanto na tela como no papel.

Gonçalo Luís Brito Ferreira (Scarlet), nascido em Vilela, Paredes, no distrito do Porto a 28 de Outubro de 2000.
“Sempre tive uma paixão pela arte desde muito pequeno, fazendo construções e pinturas, muito graças ao meu pai que me incentivou este lado mais artístico. Prossegui os estudos em Artes Visuais na Escola Secundária Paços de Ferreira e mais tarde aventurei me para o Reino Unido, onde conclui o Ano Zero em Art e Design, na Anglia Ruskin University, e o primeiro ano de Ilustração, na Arts University Bournemouth. Como artista visual, sempre tive como objetivo transparecer o que sinto através da pintura e desenho tradicional. Angústia, dor, sofrimento, morte e o obscuro seria o padrão mais reconhecível nas minhas obras produzidas ao longo dos anos de experiência que tive nesta área, acentuando sempre uma linha preta e bastante movimento e fluidez nos desenhos.
Atualmente trabalho na área da restauração, em Braga, mas com intenções de prosseguir os estudos na Universidade do Minho em Artes Visuais”.

Paulo Capela (Guimarães, 1973) é licenciado em Ensino Básico, na variante de Português e Francês e pós-graduado em Educação Especial. Integrou vários projetos de formação e intercâmbio europeu em instituições como o Institut Universitaire de Formation de Maîtres de Versailles (Paris), Idevelop Training (Sevilha) e no Metod Colleji (Ankara).
Frequentou o Curso de Teatro no Teatro Experimental do Funchal e concluiu o Curso de Teatro do INATEL. Encenou espetáculos de Teatro para crianças e jovens e desenvolveu inúmeros projetos em contexto educativo, ligados à Educação Artística, à Educação Ambiental e à Promoção da Leitura e Animação de Bibliotecas Escolares.
Sobre a pintura, escreveu recentemente no seu diário gráfico: “Agora sei o quanto a forma e a cor se confundem com a emoção de criar. Sei o quanto a mão se transporta para dizer o indizível. E sei o quanto me transformo através da viagem da mão. A emoção cria; a mão obedece, involuntária.

Comentários

Details

Start:
11 March, 2023 - 17:00
End:
15 April, 2023 - 17:00
Event Category:
Website:
http://www.mns.uminho.pt/

Venue

Museu Nogueira da Silva
Avenida Central, 61
Braga, Braga 4710-228 Portugal
+ Google Map
Phone
253601275
View Venue Website