Trilho da Mamoa

ITINERIS-trilhos-trilho da mamoa-webraga

Em épocas muito remotas da história humana, cerca de 3000 anos antes de Cristo e alguns séculos antes das primeiras pirâmides egípcias, o culto aos mortos passava, nesta região, pela construção de túmulos megalíticos. Túmulos construídos a partir de grandes blocos de pedra. É o caso da Mamoa de Lamas, construída numa colina sobranceira aos grandes campos de cultivo da Veiga de Penso.

À Mamoa de Lamas, junta-se a memória da rede viária romana, já que, nas redondezas, passaria a Via XVI que ligava Olissipo (Lisboa) a Bracara Augusta, via que posteriormente serviu como caminho de peregrinação para Santiago de Compostela. O Trilho da Mamoa evoca a memória histórica de vários milhares de anos de presença do homem neste território, presença que certamente floresceria pela fertilidade dos campos irrigados pelo rio da Veiga, facto que ainda hoje propicia que produção agrícola pinte de verde toda a envolvente.

São 6,7 km sem grandes desníveis e de baixa dificuldade que, ao longo da ecologicamente fulcral Veiga de Penso, transportarão o caminhante para um ambiente único no concelho de Braga, servindo como um excelente complemento a uma visita à Mamoa de Lamas.

ITINERIS-trilhos-trilho da mamoa-webraga

ITINERIS-trilhos-trilho da mamoa-webraga

 

Pontos de Interesse

1- Mamoa de Lamas (41.503329; -8.431686)
2- Loureira
3- Quinta de Bocas
4- Igreja Paroquial de Santo Estêvão de Penso (41.489925; -8.42349)
5- Igreja Paroquial de Lamas

 

Dados Técnicos

Distância – 6,7km
Tempo – 2h30m
Dificuldade – 2/5 Fácil
Desnível positivo – 130m

GPStiny.cc/tmamoa

 


Conteúdo gentilmente cedido por Câmara Municipal de Braga e Bonus ITINERIS 

Para uma experiência otimizada, aceda ao Guia GPS dos percursos e às interpretações em tempo real, através da app mobile “Percursos de Braga”. Disponível para download aqui, na App Store ou aqui, na Google Play Store.

 

 

Comentários

Outras publicações de We Braga

Trilho dos Dois Montes

Entre o Complexo Desportivo da Rodovia e a envolvente ao Santuário do...
Ler mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.