Santuário do Sameiro

Santuário do Sameiro

O Santuário de Nossa Senhora do Sameiro está localizado na freguesia de Espinho, em Braga. A sua história remonta a 14 de junho de 1863 quando o Padre Martinho António Pereira da Silva, vigário da cidade, iniciou a sua construção.

É hoje o segundo maior centro de devoção mariana em Portugal, pelo que é local de visita obrigatória na capital minhota.

Origem e desenvolvimento do Santuário do Sameiro

we-braga-santuario-sameiro-44

O monumental Santuário do Sameiro, de estilo neoclássico, teve origem quando, em 1863, o padre bracarense Martinho da Silva teve a iniciativa de “lançar” a primeira pedra no cimo do monte para a construção de um pedestal para colocar uma estátua de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, por quem tinha grande devoção.

Contudo, à medida que a afluência de peregrinos ia aumentando, tornou-se necessária a construção de algo mais expressivo do que o pedestal existente. Assim, em 1870, ergueu-se uma capela no local com 30 metros de comprimento e 18 de largura. Porém, rapidamente essa capela se revelou desajustada para a grande quantidade de pessoas que a visitavam e, por essa razão, em 1890, iniciou-se a construção da atual Basílica.

we-braga-santuario-sameiro-58

As obras demoraram vários anos e só terminaram em 1953. Não obstante, nos anos 70, houve a necessidade de aumentar o espaço, construindo-se uma Cripta no subsolo.

Assim sendo, do conjunto monumental do Santuário do Sameiro destacam-se:

Basílica

Basílica do Santuário do Sameiro

Construída em forma de cruz latina, onde sobressaem o zimbório e duas torres que contêm o carrilhão de sinos. No interior existe um artístico sacrário em prata cinzelada de 1,32 metros e uma imagem de Nossa Senhora com uma coroa de 2,5 quilogramas em ouro maciço. Esta imagem é obra do escultor Eugénio Maccagnani e foi trazida de Roma em 1880, tendo sido benzida pelo Papa Pio IX. Destacam-se lateralmente ao altar-mor, os altares do Sagrado Coração de Jesus e de São José.

we-braga-santuario-sameiro-9

Este Templo é rodeado por um parque arborizado, jardins, cruzeiro, fontes, capela de ex-votos e edifícios de apoio ao Santuário, como a Casa das Estampas, os Ecos do Sameiro – jornal informativo do Santuário -, a Casa do Reitor, um restaurante e as instalações sanitárias para os visitantes e peregrinos. Sobressai ainda, o Pórtico dos Doutores, constituído por quatro esculturas representando os doutores da Igreja: Santo António de Lisboa, Santo Afonso Maria de Ligório, São João de Claraval e São Cirilo de Alexandria.

Praças e os Jardins

we-braga-santuario-sameiro-42we-braga-santuario-sameiro-40we-braga-santuario-sameiro-54

Para nascente corre uma ampla avenida que termina numa rotunda panorâmica, dominada por um enorme cruzeiro. O Santuário do Sameiro é também “abençoado” no que toca à promoção do contacto com a Natureza. É frequente ver-se muitos desportistas nas imediações da Basílica a aproveitarem as grandes áreas que o parque oferece para levarem a cabo as suas atividades físicas, junto dos jardins geométricos ou das árvores esguias que por lá se encontram.

we-braga-santuario-sameiro-48

Cripta

Inaugurada a 17 de Junho de 1979, escavada no subsolo da Basílica, destina-se a abrigar os peregrinos que afluem ao Santuário em grande número e em datas especiais.

we-braga-santuario-sameiro-18we-braga-santuario-sameiro-19

Escadaria

we-braga-santuario-sameiro-62

Em frente à Cripta, estende-se um imponente escadório, com 265 degraus, que termina na estrada que nos conduz ao Bom Jesus e fornece uma das melhores vistas sobre a cidade. Neste local existem dois altos pedestais em granito, de 20 metros de altura cada, que suportam no topo as representações da Virgem Maria e do Sagrado Coração de Jesus

Santuário do Sameiro como referência nacional e europeia

we-braga-santuario-sameiro-55

Local de grandes peregrinações, só no ano de 1954 o Santuário do Sameiro recebeu 1 milhão de visitantes. Além disso, agraciado por vários Papas, em 1982, acolheu a visita de João Paulo II. Essa visita foi tão importante para este Templo que, atualmente, uma estátua perto do local assinala a data desse encontro.

S. Pio X coroou oficialmente a imagem de Nossa Senhora da Conceição a 12 de junho, data fixada para a comemoração litúrgica da Senhora do Sameiro. Além desta, no primeiro domingo de Junho, realiza-se a grande peregrinação anual da Arquidiocese de Braga, com partida da Sé Catedral. Em agosto, no terceiro domingo, acontece a peregrinação estatutária, que se inicia num outro grande ponto da cidade e próximo do Santuário, o Bom Jesus do Monte.

we-braga-santuario-sameiro-29

O Sameiro ocupa, assim, um lugar de destaque em todo o panorama religioso nacional e europeu e é, logo a seguir a Fátima, o segundo maior local português de devoção Mariana (à virgem Maria).

we-braga-santuario-sameiro-59we-braga-santuario-sameiro-36

Visitar o ponto mais alto da cidade

Com 572 metros, o monte do Sameiro é o ponto mais alto da cidade. O panorama é deslumbrante, especialmente em horas de pôr do sol. A sua vista permite o vislumbre das Serras do Gerês, da Cabreira, da Penha e da Franqueira. Em dias com maior visibilidade é possível até ver o mar, desde Leixões à foz do Lima.

Vista sobre a cidade a partir do santuário do sameiro

Nos meses de Inverno é aqui que registam as temperaturas mais baixas da cidade e o local onde os mas curiosos acorrem sempre que há previsão de neve na cidade.

Subir ao Sameiro faz-se melhor de carro mas não deixe de explorar outras alternativas. Apanhe o autocarro nº 23 a partir da Avenida General Norton de Matos ou siga a pé pela estrada do Bom Jesus e suba a escadaria de 265 degraus.

Curiosidades

we-braga-santuario-sameiro-32

  • Padre Martinho da Silva, que deu início à construção do Sameiro, nasceu na rua do Souto, numa casa esguia situada frente ao Largo do Paço.
  • Executada em mármore, numa oficina do Porto, pelo escultor Emídio Ammatucci, a primeira imagem da Virgem do Sameiro erguia-se junto do Templo do Sameiro. Mas na noite de 9 para 10 de janeiro de 1883, um raio provocou o desmoronamento desse Templo, com a colossal imagem monolítica no interior.
  • Em 1964, os CTT lançaram uma emissão filatélica para comemorar os 100 anos do Sameiro.

Em jeito de conclusão, poder-se-á afirmar que o Sameiro tem um local muito próprio no território nacional. Mistura o seu lado marcadamente religioso com um enquadramento citadino, proporcionado pelo crescimento e aproximação da cidade. Não perca a oportunidade de o conhecer ou de o revisitar. Vemo-nos por lá.

we-braga-santuario-sameiro-50 we-braga-santuario-sameiro-52 we-braga-santuario-sameiro-35we-braga-santuario-sameiro-39 we-braga-santuario-sameiro-37 we-braga-santuario-sameiro-27we-braga-santuario-sameiro-28we-braga-santuario-sameiro-26we-braga-santuario-sameiro-23 we-braga-santuario-sameiro-22 we-braga-santuario-sameiro-21 we-braga-santuario-sameiro-14 we-braga-santuario-sameiro-12 we-braga-santuario-sameiro-13we-braga-santuario-sameiro-10 we-braga-santuario-sameiro-8 we-braga-santuario-sameiro-5 we-braga-santuario-sameiro-3

 Informações úteis

SAMEIRO
Av. Nossa Sra. do Sameiro 44
4715-616 Espinho, Braga

Santuário
Inverno: Segunda a sábado 07H30-17H30 / Domingos 06H30-17H30
Verão: Segunda a sábado 07H30-19H00 / Domingos 06H30-19H00

Serviços da Confraria
Segunda a sexta 09H30-12H30 / 14H30-18H30
Sábados e domingos 09H30-12H30 / 14H30-17H30

 

Comentários

Outras publicações de We Braga

La Piola

O verdadeiro representante dos restaurantes italianos em Braga Se há alguma coisa...
Ler mais

3 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *